VOCÊ ESTÁ SEGUINDO O SEU CORAÇÃO?

Você já pensou sobre quais são os seus sonhos de vida? As pessoas vivem atualmente uma vida de “correria”. Muitas são as preocupações sobre contas a pagar e a receber, sobre as metas a serem cumpridas com a família e com a empresa. Mas será que estamos vivendo, ou sobrevivendo? Infelizmente alguns paradigmas medíocres tomam conta da mente de muitos indivíduos que esquecem que eles podem fazer melhor do que estão fazendo para eles mesmos. Paradigmas do tipo, “vamos empurrando com a barriga”, ou “vai assim mesmo - sempre foi assim, porque fazer melhor?”.

Costumo lembrar para as pessoas em nossos workshop’s e palestras que, os piores hábitos do mundo são os seguintes: acomodação, normose e predominância na zona de conforto. Quando algum destes hábitos fizer parte de sua vida, simplesmente você desliga o seu potencial cerebral. Devemos seguir o nosso coração, estabelecendo objetivos de vida que nos tirem da acomodação e nos coloquem em movimento. Desta forma desenvolvemos uma vida mais alegre, com mais entusiasmo e energia para encarar os desafios do dia-a-dia.  Temos que encontrar motivos que façam a mobilização de nosso potencial interior. Charles Mayes tem uma frase especial que diz: “certifique-se de que por aquilo que você vai viver também vale a pena morrer”.

Lembre-se que a sua vida é composta por diversas áreas: social, financeira, profissional, familiar, emocional, física e espiritual. Em cada área  você deve encontrar aquilo que mexe com seu coração para que você tenha um forte significado sobre a sua própria vida. Para concluir, deixo uma metáfora para que você pense se você está seguindo o seu coração...Repense seus sonhos e coloque-os nos seus planos de ações diárias, porque assim você estará fazendo de seu cotidiano momentos de prazer e alegria, e não de momentos estressantes e infelizes.

Um velho peregrino estava a caminho das montanhas do Himalaia, no cortante frio do inverno, quando começou a nevar. Disse-lhe o dono de uma hospedaria:

- Como conseguirá chegar lá com este tempo, meu bom homem?

O velho respondeu alegremente:

- Meu coração chegou lá primeiro...Desse modo, é fácil para o resto de mim seguí-lo.