Pensando com a PNL

Uma habilidade exclusivamente humana, o pensamento, existe em um nível muito profundo de nossa neurologia. Ensinar as pessoas a pensarem mais e melhor, é talvez, o grande objetivo da Programação Neurolinguística.

Possuímos dois níveis de cognição mental: o consciente, que toma conhecimento da própria existência e tem capacidade de perceber, comparar, analisar, avaliar, raciocinar, refletir, etc… e a mente não consciente, que funciona abaixo do limite inferior da mente consciente e capta tudo pelos sentidos comuns (exclusivamente percepção) e sentidos especiais. Estima-se que a mente consciente (principalmente o hemisfério esquerdo do cérebro), lida com dados e informações na ordem de 40 bits por segundo, enquanto a mente inconsciente (estruturas mais básicas e primitivas do cérebro como: reptiliano, sistema límbico e o hemisfério direito do córtex) atinja uma velocidade que vai de 1 milhão a 10 milhões de bits por segundo.

É justamente essa enorme diferença a respeito de dados e informações colhidos e processados que permite a intuição, que é uma resposta em alta velocidade para tudo aquilo que seja útil à criatura em determinado momento de sua experiência de vida.

A Programação Neurolinguística diferencia-se como ciência da psicologia humana justamente porque aborda com eficiência, eficácia e elegância esses dois níveis de cognição mental. A pessoa que aprende PNL, além de pensar melhor com sua mente consciente, aprende a pensar também com a mente inconsciente, passando a utilizar assim todo o manancial de potencialidades que nela existem. Trocando em miúdos, os praticantes de PNL aprendem de fato a utilizar suas INTUIÇÕES, canalizando a grande força de suas estruturas cerebrais mais básicas e antigas para a realização de seus desejos e anseios, sejam eles quais forem.
O ser humano é um animal que apresenta entre suas habilidades fundamentais a capacidade de raciocinar. – do latim: ratiocinari, que significa: fazer uso da razão para depreender, julgar ou compreender, porém é justamente na sua capacidade e EMOCIONAR que está o grande segredo do pensamento.
Já está efetivamente comprovado por meios científicos que as pessoas bem resolvidas na vida são aquelas que DESENVOLVEM INTELIGÊNCIA EMOCIONAL equilibrada, ou seja, são as pessoas que utilizam melhor os recursos da mente não consciente.

E como desenvolver essa habilidade de “pensar” com o inconsciente?
1. Primeiramente é preciso entender o funcionamento da mente humana. Por mais paradoxal que pareça, é preciso estar consciente sobre as potencialidades de nosso cérebro;

2. Em seguida, habituar-se a reconhecer a primeira resposta que a mente não consciente oferece. Ela é geralmente a melhor, mas nem sempre estamos preparados para perceber esses sinais maravilhosos.
Com estas informações em mente, e quando surgirem esses lampejos, esses discernimentos súbitos (os “insights”), devemos ficar atentos para podermos aproveitar adequadamente o que nosso cérebro mostra para quem está realmente preparado para perceber.

Veja todos os artigos de

Outros artigos

Acidente vascular celebral

O acidente vascular cerebral ( AVC), também conhecido popularmente como derrame, é caracterizado por um súbito aparecimento de deficiências neurológicas, decorrentes da perturbação do suprimento sangüíneo para uma região do...

A força do carisma pessoal

Naquele dia, meus melhores esforços como aluno de matemática não deram muito certo. Sabia que para acertar a maioria das questões dos exercícios propostos pelo professor, tinha de estudar muito....

Imagem mental

Você já deve ter escutado a expressão: “o ser humano não usa nem 10% de seu cérebro”. Ainda hoje alguns desavisados falam sobre, como se isso fosse verdade. Nós usamos...

Quiropraxia: a sua História e a sua Metodologia

Desde tempos imemoráveis o homem tem utilizado das mãos, um dos métodos mais conhecidos e largamente empregado nas práticas terapêuticas dos clínicos de todas as épocas. Na narrativa histórica milenar...

Ninguém resiste a mudar o que é melhor para si

O que você faria se cumprisse a tarefa de correr, correr e correr até ficar a dois metros da linha de chegada e deparar-se com uma muralha de concreto colocada...

A gerência do pensamento

Acesse o PDF clicando aqui

...